Modelo do Ponto de Cidadania deve ser implantado no Ceará

1 de setembro de 2015 - 14:03

O governo do Ceará, através da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD), pretende investir no projeto Ponto de Cidadania, criado e desenvolvido com sucesso pelo governo da Bahia por meio da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), em parceria com o Centro de Estudos e Terapia de Abuso de Drogas (CETAD) e a Comunidade Cidadania e Vida (Comvida). O foco é o acolhimento e promoção da saúde e cidadania de pessoas com problemas de drogadição.

Em agosto passado, uma equipe de gestores da SPD conheceu o equipamento, que funciona no Comércio, na região conhecida como Praça das Mãos, em Salvador, capital baiana. A comitiva também foi recebida pela superintendente de Políticas sobre Drogas e Acolhimento a Grupos Vulneráveis (Suprad), Denise Tourinho, que apresentou as ações desenvolvidas pela Bahia na perspetiva da garantia dos direitos de usuários de álcool, crack e outras drogas, viabilizando o acesso ao sistema de justiça, saúde e assistência social.

Na visita ao Ponto da Cidadania, a comitiva da SPD conversou com a equipe que atua no equipamento, capitaneada pelo coordenador técnico do ponto, Gabriel Pamponet, que falou sobre os critérios utilizados para a instalação do equipamento móvel em um dos locais de cena de uso de drogas da cidade. “Antes de nos inserirmos neste local, procuramos manter o diálogo com os usuários e fomos adaptando a nossa atuação à necessidade deles”, contou.

A equipe do Ponto de Cidadania reforçou a importância de trabalhar a construção de vínculos com os usuários, atuando na perspectiva da singularidade de cada indivíduo e no protagonismo de pessoas até então invisibilizadas socialmente. A articulação da rede de atendimento aos usuários de substâncias psicoativas, encaminhando casos de pessoas com dificuldade de acessar os serviços essenciais, também foi destacado pelo grupo.

Na avaliação dos gestores da SPD, o Ponto de Cidadania surpreende por ser um projeto com profundo respeito pelo ser humano e suas necessidades, atuando com base em princípios e valores voltados para a necessidade das pessoas.

A equipe ainda acompanhou uma intervenção do Projeto Corra pro Abraço, também da SJDHDS, na região do Aquidabã. A proposta de abordagem baseada no conceito de redução de danos também chamou a atenção dos gestores cearenses, que ainda visitaram o Centro de Estudos e Terapia de Abuso de Drogas (Cetad).

Mais informações:

Lena Ximenes (assessora de imprensa – SPD) 99611.6716

Ana Paula Porto (coordenadora de Comunicação – SJDHDS) (71) 3115.9882