Ação Corre pra Vida acontece na próxima sexta-feira

27 de janeiro de 2016 - 14:36

Um dia de prestação de serviços e cidadania para pessoas em situação de rua ou em outros contextos de vulnerabilidade social

Pessoas em situação de rua ou em outros contextos de vulnerabilidade social que vivem na área central de Fortaleza e entorno serão agraciadas com uma sexta-feira diferente. A Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) do Governo do Estado beneficiará esse segmento social com a Ação Corre Pra Vida, num dia de prestação de serviços, cidadania e atividades artístico-culturais.

A programação incluirá vacinação, aferição de pressão arterial, alimentação, doação de roupas e calçados, cálculo de IMC, assessoria jurídica, corte de cabelo, maquiagem, rodas de redução de danos, oficinas de malabares e origani, aplicação de flúor, orientações sobre saúde bucal e câncer de mama, Núcleo de Qualidade de Vida do Sesi/CE e apresentações culturais, dentre outras atividades.

O evento está programado para a sexta-feira, dia 29 deste mês; e acontecerá no horário de 7 às 16 horas, na área onde está instalado o contêiner do Projeto Corre Pra Vida da SPD, um ponto de acolhimento e abordagem para a população em situação de rua ou em situações de vulnerabilidade.

O contêiner já está em funcionamento há cerca de dois meses ao terreno ao lado da Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza, no Centro da capital. A Ação Corre Pra Vida marcará a apresentação oficial do serviço para a comunidade cearense.

A área onde está instalado o equipamento é considerada uma das que contam com o maior contingente populacional em situação de rua dentro do território prioritário do Pacto pelo Ceará Pacífico: o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e seu entorno, que apresentam contexto de intensa vulnerabilidade social e indicadores significativos de violência.

Em Fortaleza, segundo o 1º Censo de População em Situação de Rua (Ceará, 2015), 79,8% das pessoas em situação de rua fazem uso de drogas e 54,4% declararam ter sofrido algum tipo de violência na rua. Uma pesquisa da Fiocruz sobre o uso de crack no Brasil constatou que nas capitais do País 47,3% das pessoas que fazem uso regular da droga e/ou similares encontram-se em situação de rua.

A titular da SPD, Mirian Sobreira, destaca que o objetivo principal do Projeto Corre Pra Vida é acolher as demandas das pessoas em situação de rua, realizar atendimentos psicossociais e fazer encaminhamentos necessários aos serviços de saúde e à rede socioassistencial, além de acesso a sanitário, banho e insumos de higiene e saúde.

“A Ação Corre Pra Vida” é uma forma de divulgar o Projeto Corre Pra Vida para toda a comunidade. Em operação há cerca de dois meses, a iniciativa já atende a mais de 70 pessoas/dia, atualmente. A expectativa é de ampliar os atendimentos a partir de uma maior visibilidade do projeto, o que será viabilizado com o dia de prestação de serviços”, destaca Mirian Sobreira.

Fernando Brito
Repórter

Lena Ximenes
Assessora de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD)
(85) 98902.7939 – comunicacao@spd.ce.gov.br