Corre Saúde na praça do Colégio Liceu do Ceará

30 de junho de 2016 - 12:43

Atividades integrativas/informativas em vários pontos da capital contribuem para que mais pessoas em situação de rua conheçam o projeto Corre Pra Vida

A Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) segue reforçando o trabalho de acolhimento/orientação a pessoas em situação de rua ou em outros contextos de vulnerabilidade social, através do projeto Corre Pra Vida. No início da manhã desta quarta-feira, 30, a pasta realizou mais uma ação Corre Saúde, contando com a participação de parceiros.

Desta feita, colaboraram com a iniciativa da SPD a Casa São Maximiliano Colb, representada pelo Irmão Francisco; e a enfermeira Argina Bandeira, do Posto de Saúde Carlos Ribeiro, que prestou informações sobre formas de contágio e tratamento da tuberculose. A iniciativa ocorreu no horário das 6 às 7 horas, na praça do Colégio Liceu do Ceará, no bairro Jacarecanga; e contou com a participação da Associação de Amparo a Pacientes com Tuberculose.

Ainda durante o Corre Saúde, a assistência social Ana Paula Costa e a enfermeira Grazianne Andrade, engajadas no projeto da SPD, falaram ao público presente – cerca de 100 pessoas em situação de rua – sobre as atividades desenvolvidas pela equipe de profissionais do Corre Pra Vida, os serviços oferecidos e a localização do contêiner. Elas reforçaram o convite para que mais pessoas em situação de rua procurem os serviços disponibilizados no equipamento, em especial orientações sobre a redução de danos causados pelo uso de álcool e outras drogas.

O projeto

O Corre Pra Vida constitui-se num ponto de acolhimento e abordagem (contêiner) destinado à população em situação de rua ou em outros contextos de vulnerabilidade social. A meta é reduzir os danos causados pelo uso de drogas e promover direitos e inserção social, além de proporcionar o acesso dos beneficiários às políticas públicas de saúde.

O contêiner do projeto Corre Pra Vida funciona de segunda a sábado, das 8 às 17 horas, na área denominada de Oitão Preto, no Centro de Fortaleza, junto à Santa Casa de Misericórdia. Desde a implementação do equipamento, em novembro de 2015, já foram realizados mais de 18 mil atendimentos.

A secretária Especial de Políticas sobre Drogas, Aline Bezerra, enfatiza que o processo de reinserção social inclui a realização de atividades integrativas/informativas na área do contêiner e em outros espaços da capital, com o apoio de parceiros da SPD. Ações como o Corre Saúde contribuem para uma maior visibilidade do projeto Corre Pra Vida e a conquista de novos beneficiários. A ideia é retirar os usuários de um lugar de invisibilidade na sociedade e à margem de direitos sociais para um caminho pautado na cidadania.

Fernando Brito
Repórter

Daniela Negreiros
Assessora de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD)
(85) 3238.5090 / 98902.7939 – comunicacao@spd.ce.gov.br / daniela.negreiros@spd.ce.gov.br