SPD quer levar projeto educativo para acolhidos em CTs

21 de agosto de 2017 - 18:03

Proposta de parceria foi apresentada à Seduc

A Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) pretende levar o Projeto Educação de Jovens e Adultos (EJA) para aplicação em Comunidades Terapêuticas (CTs) que prestam serviço de acolhimento de dependentes químicos à pasta. Trata-se de uma modalidade de ensino que visa oferecer oportunidade de aprendizado a pessoas que, por qualquer motivo, não concluíram o ensino fundamental e/ou o médio na idade apropriada.

A proposta de parceria da SPD com a Secretaria de Educação do Estado (Seduc) para viabilizar a iniciativa foi apresentada durante reunião realizada na última semana, na sede da Seduc. O encontro contou com a participação da gerente da Célula de Educação de Jovens e Adultos (Cecia), professora Antonia Alves (Tony); e do assessor técnico Assis Júnior. A SPD foi representada pelo secretário Especial Adjunto de Políticas sobre Drogas, Cláudio Saraiva; e pela coordenadora de Políticas sobre Drogas, Alessandra Pimentel.

Na ocasião, Cláudio Saraiva, ressaltou a importância da EJA alcançar as CTS. Segundo ele, a escolaridade dos acolhidos é baixa. A maioria não chegou a concluir o ensino fundamental. Assim, o projeto seria uma ferramenta de reinserção social, resgatando a dignidade através da educação e fortalecendo os fatores de proteção dos acolhidos quando do seu retorno à sociedade.

A coordenadora Alessandra Pimentel reforçou que a efetivação da EJA nas CTs garantirá educação a pessoas em situação de vulnerabilidade, além de estimular a adesão aos tratamentos ofertados nas instituições. “A inclusão do projeto nas CTs é um estímulo à permanência voluntária do acolhido na CT e contribui para a diminuição dos malefícios decorrentes do uso abusivo de substâncias psicoativas”, enfatiza. Atualmente, 17 CTs prestam serviço de acolhimento à SPD, sendo que duas delas já são contempladas com o projeto EJA por iniciativa própria.

A proposta da SPD foi bem acolhida pelos técnicos da Seduc, que deverão realizar um estudo mais aprofundado sobre o tema, considerando aspectos como o quantitativo de contemplados, estrutura das CTs para a realização das aulas, disponibilização de professores e de material de estudo, dentre outros. A expectativa é de que a avaliação seja concluída em curto tempo para o início das atividades nas CTs selecionadas.

Fernando Brito
Assessoria de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD)
(85) 3238.5090 / 99910.3443 – comunicacao@spd.ce.gov.br / fernando.brito@spd.ce.gov.br

www.spd.ce.gov.br
Facebook: spdceara
Twitter: @spdceara