O real significado da beleza

10 de novembro de 2017 - 18:21

SPD foca na reinserção social e profissional de dependentes químicos

A partir desta sexta-feira, 10, o Ceará conta com mais 20 profissionais qualificados para exercer a profissão de cabeleireiro. O diferencial do grupo é a disposição para abraçar a oportunidade de mudar e crescer na vida, refazendo o destino, mudando a trajetória para longe das drogas. Com orgulho, eles exibem seus certificados.

Os novos profissionais são acolhidos na Comunidade Terapêutica (CT) Monte Sião, em Cascavel, no litoral Oeste do Estado, onde concluem o tratamento da dependência química. Eles finalizaram, com pleno êxito, o curso de cabeleireiro, com duração de 100 horas/aula. Os participantes tiveram frequência de 100%.

A qualificação foi oferecida pela Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) graças a parceria firmada com a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) no âmbito do Projeto Criando Oportunidades. A entrega dos certificados aconteceu na manhã de hoje, num momento de plena alegria para os concludentes. Para muitos deles foi o primeiro certificado conquistado na vida. Antes, não tinham nenhuma formação para o mercado de trabalho.

Antonio Wellington, 35 anos, é um dos concludentes. Ele garante que colocará em prática todo o aprendizado absorvido tão logo deixe a CT e volte ao convívio com a família e amigos. “Minha ideia é abrir um pequeno salão e trabalhar por conta própria”, disse o acolhido, prometendo um novo rumo para sua vida.

Roberto Rodrigues, 32 anos, considera que ter aprendido uma profissão nova abre boas perspectivas para ele no mercado de trabalho ao concluir o tratamento na CT. Tiago Barbosa, 31 anos, já tem outra profissão. “Mas, agora, eu também sou cabeleireiro e pretendo passar tudo o que aprendi pra outras pessoas que precisam de uma oportunidade, como eu estou tendo nesse instante”, prometeu.

sião2O momento de entrega dos certificados contou com a presença do secretário Adjunto de STDS, Herman Holanda. O gestor destacou a parceria da STDS com a SPD para proporcionar a capacitação de acolhidos em CTs. “Droga é ilusão. Ninguém precisa delas. Que bom ver vocês e também acolhidos em outras comunidades buscando a recuperação e pensando num futuro melhor”, destacou o gestor.

A SPD foi representada no evento pela coordenadora de Interlocução interinstitucional, Lidiane Rebouças. Ao falar aos concludentes, ela lembrou a importância da valorização da vida pelo aprendizado e pelo trabalho e a determinação da SPD em levar capacitação aos acolhidos, proporcionando a reinserção social e profissional. Lidiane esteve acompanhada da assessora técnica Alaíde Pontes Rosado.

Também prestigiaram o evento as assessoras técnicas da STDS, Jéssika Marques e Ana Paula Sales; a diretora da CT Monte Sião, bispa Aline Souza Freire; e o professor Alan Balbino, da ONG Instituto para o Desenvolvimento Tecnológico e Social (Idear), que ministrou o curso. Na ocasião, quatro dos concludentes foram sorteados com kit contendo artigos para que possam dar os primeiros passos no ofício aprendido.

A parceria da SPD com a STDS para a oferta de cursos profissionalizantes gratuitos foi iniciada em 2015. Este ano, estão sendo disponibilizadas 160 vagas para acolhidos em oito CTs que prestam serviços à SPD. Um total de 120 acolhidos já foram capacitados em 2017.

Fernando Brito
Assessoria de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD)
(85) 3238.5090 / 99910.3443 – comunicacao@spd.ce.gov.br / fernando.brito@spd.ce.gov.br

www.spd.ce.gov.br
Facebook: spdceara
Twitter: @spdceara