Jovem conquista apoio para fazer uma nova escolha na vida

5 de fevereiro de 2018 - 16:42

“Podemos dar a nossa contribuição para que mais pessoas possam superar a problemática das drogas”, diz empresária

Hoje, A.C. tem 17 anos. Apesar da pouca idade, a jovem já busca recomeçar a vida e superar a dependência química. Com apenas 11 anos, se envolveu com um rapaz mais velho, que era usuário de drogas; e passou a usar maconha e, posteriormente, crack. A curiosidade em conhecer os efeitos das drogas resultou na adicção.

A.C. deixou a casa dos pais, no município de Sobral, para viver com o companheiro. Mas, o relacionamento não durou muito. Abandonada pelo rapaz e sem apoio da família, foi viver na rua. Foram anos difíceis. A jovem passou fome, foi humilhada e explorada sexualmente para conseguir algum dinheiro para comprar comida e sustentar o vício.

Aos 16 anos, A.C. finalmente percebeu que precisava mudar de vida. “Eu precisava sair do mundo das drogas. Não suportava mais tamanho sofrimento e humilhação”, conta. Ela decidiu procurar ajuda especializada e conseguiu o acolhimento na Comunidade Terapêutica (CT) Casa Belém, na Zona Norte do Estado.

Na CT, a jovem conheceu seu atual companheiro, que também era usuário de drogas em tratamento. Ambos concluíram o período de acolhimento. Mas, era preciso buscar novos caminhos para não sucumbir à dependência química.

Uma nova oportunidade veio com o Projeto Novas Escolhas, ofertado na comunidade onde estava acolhida. A.C. soube da capacitação oferecida gratuitamente e buscou engajar-se. A instituição foi uma das contempladas pela Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) com a efetivação do “Novas Escolhas”, voltado para a reinserção social e profissional de pessoas em tratamento da dependência química. A iniciativa ocorre por meio da oferta de cursos de qualificação para o mercado de trabalho.

Visando um recomeço, se dedicou ao aprendizado e o excelente aproveitamento no curso de cabeleireira recebeu o merecido reconhecimento. Prova disso foi a oportunidade de trabalho oferecida à jovem pela empresária Lis Sampaio, proprietária de um salão de beleza em Sobral. Já se vão quase três meses. A.C. está feliz e buscando novos desafios.

Cintia 23A cada dia de trabalho, a jovem tem aprendido coisas novas no segmento de beleza, sempre com o apoio e supervisão da empresária, que lhe deu uma chance de recomeçar. Ela sonha em crescer na profissão e especializar-se no atendimento ao público masculino.

A.C. garante que sentiu na pele o caos causado pelas drogas e quer esquecer o passado de tristeza e sofrimento. Agora, olha pra frente e vislumbra um futuro tranquilo. Ela agradece a oportunidade de trabalho oferecida pela empresária Lis Sampaio e sugere que outras pessoas poderiam seguir o exemplo.

Por seu lado, Lis Sampaio assegura que não se arrepende da oportunidade que deu a A.C. “A dependência química é um problema sério e todos podemos dar a nossa contribuição para que mais pessoas, sobretudo jovens, possam superar a problemática das drogas. Acho que estou fazendo a minha parte. Outros empresários deveriam fazer o mesmo. Eles só precisam de uma oportunidade para fazer uma nova escolha na vida”, destaca.

Na primeira edição do Projeto Novas Escolhas, em 2017, a SPD proporcionou 20 cursos de qualificação profissional em 18 CTs que prestam serviço à pasta, beneficiando cerca de 400 acolhidos. Todos os formandos receberam certificado e kit com equipamentos básicos para darem os primeiros passos na nova profissão após o término do período de acolhimento.

Fernando Brito / Daniela Negreiros
Assessoria de Comunicação da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD)
(85) 3238.59090 / 99910.3443 – comunicacao@spd.ce.gov.br / daniela.negreiros@spd.ce.gov.br / fernando.brito@spd.ce.gov.br

www.spd.ce.gov.br
Facebook: spdceara
Twitter: @spdceara