Juventude em Ação ganha destaque nacional

7 de junho de 2018 - 15:34 # # # # #

Fernando Brito - Assessoria de Comunicação - (85) 3238.5090 / 9.9910.3443
comunicacao@spd.ce.gov.br / fernando.brito@spd.ce.gov.br

Programa da SPD é voltado para estudantes do ensino médio da rede pública estadual

Iniciativa genuinamente cearense, o programa Juventude em Ação (JA), desenvolvido pelo Sistema Integrado de Prevenção (SIP) da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD), alcança destaque nacional ao ser reconhecido como uma prática inovadora. A proposta exitosa, voltada a estudantes do ensino médio da rede pública estadual, obteve o segundo lugar na classificação final da 3ª edição do Laboratório de Inovação na Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens (2017/2018).

O JA foi selecionado entre 73 experiências de todo o território nacional. A apreciação foi feita pelo Ministério da Saúde (MS), por meio da Coordenação Geral de Saúde dos Adolescentes e Jovens (GSAJ), em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

O secretário Especial de Políticas sobre Drogas, Will Almeida, ressalta que o destaque do programa cearense em nível nacional representa o reconhecimento de uma prática inovadora de cuidado coletivo na direção da valorização da vida e do fortalecimento da potencialidade transformadora da juventude.

O Laboratório de Inovação é realizado, anualmente, desde 2013. Na 3ª edição, com foco em inovações desenvolvidas no setor saúde, o objetivo foi apontar experiências que se destacaram em cinco eixos temáticos: proteger e cuidar de adolescentes na Atenção Básica, participação juvenil, integralidade das ações de saúde para adolescentes que estão no sistema socioeducativo, educação permanente de profissionais de saúde e interculturalidade de gênero.

Das 73 inscrições, foram selecionadas 20 experiências desenvolvidas nos serviços de saúde que trabalham com adolescentes e jovens (10 a 24 anos), público que soma 51 milhões de brasileiros. Desde a primeira etapa de avaliações, o JA manteve-se em segundo lugar no quadro geral.

A definição final ocorreu logo após a realização de visitas in loco, de fevereiro a abril passado, ocasião em que as experiências foram conhecidas em profundidade pela comissão avaliadora, integrada por consultores do MS, das secretarias municipais e estaduais de Saúde e da Opas. No Ceará, a comissão visitou a SPD e a Escola de Ensino Médio (EEM) Valdo Ribeiro, em Fortaleza, onde participou da atividade de aplicação do Jogo “Na Trilha da Prevenção” para os alunos novatos. A escola desenvolveu o Programa JA em 2017, juntamente com outras 24 instituições cearenses.

Para os 20 projetos selecionados, o 3º Laboratório prevê a participação em oficina nacional das experiências exitosas em saúde de adolescentes e jovens, a ser realizada em Brasília-DF e a participação em publicação técnica, intitulada NavegadorSUS, de autoria da Opas e do MS. As experiências também serão divulgadas pelo Portal da inovação na gestão do Sus – redes e APS (http//:www.apsredes.org)no site da Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde – APS Redes.

JA

Em 2018, o Juventude em Ação contemplará 50 escolas distribuídas em 17 municípios cearenses, beneficiando cerca de 30 mil estudantes. Este ano, o programa passa a integrar a Política de Desenvolvimento de Competências Socioemocionais do Governo do Ceará, iniciativa coordenada pela Secretaria de Educação do Estado (Seduc). A parceria entre as secretarias permitiu a expansão do programa para as diferentes regiões administrativas do Ceará.

Foram selecionados os seguintes municípios para a edição 2018: Fortaleza, Itapiúna, São Gonçalo do Amarante, Eusébio, Quixadá, Juazeiro do Norte, Crato, Nova Olinda, Sobral, Tianguá, Ubajara, Guaraciaba do Norte, Pacatuba, Guaiuba, Iguatu, Acopiara e Canindé. No período 2015–2017, o JA percorreu 27 cidades e 55 escolas, beneficiando cerca de 45 mil estudantes.

O programa envolve a realização de uma série de atividades educativo-informativas sobre prevenção às drogas, a partir da aplicação do jogo ‘Na Trilha da Prevenção’, com ampla participação dos estudantes. A implementação inclui, também, oficinas de capacitação e rodas de conversa entre profissionais de educação, familiares e lideranças locais. Os benefícios são multiplicados graças à formação de grupos de adolescentes mobilizadores sociais, experimentando, na prática, o protagonismo juvenil.

Através do JA, a SPD busca a diminuição da iniciação e do uso contínuo de drogas lícitas e ilícitas entre os estudantes. Além disso, o programa contribui para a conscientização sobre direitos e deveres na vida cotidiana na direção de ações proativas e cidadãs. O JA também fortalece competências, potencialidades e habilidades para a vida por parte dos jovens, bem como a cooperação entre famílias, lideranças comunitárias, gestores e professores das escolas na ampliação de vínculos saudáveis e de relações de entre-ajuda.