Encontro marca início da implementação do Projeto Sementes do Amanhã na RMF e no Maciço de Baturité

5 de novembro de 2018 - 13:39 #

Fernando Brito - Assessoria de Comunicação - (85) 3238.5090 / 9.9910.3443
comunicacao@spd.ce.gov.br / fernando.brito@spd.ce.gov.br

A Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) iniciou o processo de implementação do Projeto Sementes do Amanhã em 32 municípios da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e do Maciço de Baturité. O primeiro passo foi a realização de encontro de apresentação e sensibilização sobre o projeto de prevenção, com a presença de gestores das pastas de Saúde das localidades a serem contempladas.

A reunião aconteceu na manhã desta segunda-feira, 5, no auditório da SPD. A titular da Coordenadoria de Interlocução interinstitucional da pasta, Lidiane Rebouças; e a gerente do Projeto juventude do Futuro, Natália Alexandre, estiveram à frente da atividade.

O Projeto Sementes do Amanhã tem como objetivo contribuir com a Rede de Atenção à Saúde através da qualificação profissional voltada ao cuidado às mulheres em situação de vulnerabilidade quanto ao uso de álcool e outras drogas que se encontram no ciclo gravídico puerperal, bem como seus filhos recém-nascidos.

São os seguintes os municípios selecionados na RMF e Maciço de Baturité: Fortaleza, Maranguape, Eusébio, Aquiraz, Caucaia, Itaitinga, Maracanaú, Horizonte, Pacajus, Chorozinho, Cascavel, Guaiuba, Paracuru, Pindoretama, Pacatuba, Paraipaba, Trairi, São João do Jaguaribe, Ocara, São Gonçalo do Amarante, Barreira, Baturité, Pacoti, Palmácia, Guaramiranga, Mulungu, Aratuba, Acarape, Itapiúna, Aracoiaba, Redenção e Capistrano.

Formação

O passo seguinte à reunião de apresentação e sensibilização será a realização de encontros de formação de profissionais de Saúde a serem indicados pelos municípios para participação no projeto. A primeira capacitação está prevista para as próximas quarta-feira, 7; e quinta-feira, 8, na SPD. Posteriormente, os profissionais realizarão um plano de intervenção para efetivar encontros individuais e em grupo com o público-alvo – gestantes e puérperas – , totalizando 10 encontros que serão realizados em cada uma das localidades onde atuam.

As sessões terão o propósito de acompanhamento, orientação e redução de danos à saúde e contarão com o suporte de atividades lúdicas, buscando direcionar às situações comuns do cotidiano. Baseados nas situações abordadas, os profissionais conduzirão a discussão com as participantes.

A proposta é de enfatizar práticas transformadoras e de cuidado mais humanizado, quebrar tabus e desconstruir pensamentos estigmatizantes por parte dos profissionais e da sociedade quanto às pessoas que fazem uso e abuso de álcool e outras drogas. A ideia é acolher as gestantes e puérperas de uma forma mais efetiva, evitando descontinuidade no seu acompanhamento, com sérias consequências à saúde e à vida.

A primeira edição do Projeto Sementes do Amanhã da SPD deverá alcançar cerca de 3.500 mulheres atendidas em equipamentos da Rede de Atenção Primária à Saúde no Estado.

O secretário Especial de Políticas sobre Drogas, Will Almeida, destaca a realização de mais uma ação preventiva por parte da SPD em parceria com municípios cearenses e enumera dados relevantes que reforçam a importância do Projeto Sementes do Amanhã. De acordo com a Organização Mundial de saúde (OMS), 20% das mulheres fazem uso regular de alguma droga (bebidas alcoólicas, cigarros de tabaco ou “baseados”). Além disso, 3,2% das mulheres brasileiras apresentam algum transtorno relacionado ao álcool e 1,8% apresenta diagnóstico de dependência. As drogas mais usadas durante o período de gestação são álcool, tabaco, maconha, cocaína e crack.