SPD inicia nova edição do Projeto Novas Escolhas

7 de novembro de 2018 - 12:00 #

Fernando Brito - Assessoria de Comunicação - (85) 3238.5090 / 9.9910.3443
comunicacao@spd.ce.gov.br / fernando.brito@spd.ce.gov.br

A Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) segue investindo na reinserção social e profissional de pessoas em tratamento da dependência química, que se constitui na última etapa da terapia e é determinante na recuperação integral. Neste contexto, a pasta iniciou mais uma edição do Projeto Novas Escolhas. A iniciativa é efetivada através da oferta de cursos profissionalizantes gratuitos para acolhidos em Comunidades Terapêuticas (CTs) que prestam serviço à pasta.

A edição 2018 do projeto foi desencadeada pela SPD na segunda-feira, 5, e alcançará, inicialmente, 180 acolhidos em nove CTs, entre homens e mulheres. Os cursos oferecidos são os seguintes: mecânico de motos, doces e salgados, designer de sobrancelhas, cabeleireiro / barbeiro e serigrafia.

Ao todo, serão ofertados 19 cursos no âmbito do Projeto Novas Escolhas, considerando que a segunda fase da iniciativa contemplará acolhidos em outras 10 CTs. As aulas serão ministradas por profissionais da Agência de Desenvolvimento Econômico e Social (ADES), num total de 100 horas/aula. A instituição é qualificada para executar políticas públicas nas áreas do trabalho e de empreendedorismo.

O primeiro dia de curso nas CTs foi diferenciado, com a abordagem de temas como auto-conhecimento, comunicação eficaz, relações interpessoais e empreendedorismo, além da realização de dinâmicas com os alunos. O aprendizado terá o acompanhamento da Coordenadoria de Políticas sobre Drogas (Copod) da SPD.

Ao final dos cursos, os alunos receberão certificado de conclusão e kit contendo equipamentos básicos para que possam dar os primeiros passos na nova profissão em que foram capacitados.

O secretário Especial de Políticas sobre Drogas, Will Almeida, destaca que o Projeto Novas Escolhas está inserido no eixo da reinserção social e profissional de usuários de drogas, efetivado pela SPD, proporcionando o aprendizado de uma profissão e, para muitos dos beneficiados, o primeiro curso na vida com direito a receber um certificado. “O aprendizado de uma profissão é uma chance de recomeço da vida para o dependente químico em tratamento”, afirma.

Conforme o titular da SPD, a definição dos cursos ofertados no projeto ocorreu a partir da escuta dos acolhidos nas CTs, bem como a realização de pesquisa sobre ofícios que apresentam significativa demanda por profissionais especializados para o mercado de trabalho.

Will Almeida enfatiza que a qualificação para o mercado é fundamental para a reinserção social e profissional dos usuários de drogas após o término do período de acolhimento, além de favorecer a plena recuperação e a melhoria da autoestima.

O gestor lembra que uma parceria firmada entre a SPD com a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) tem viabilizado mais uma ação no eixo da reinserção social e profissional. Trata-se do Projeto Criando Oportunidades. Em três anos, já foram capacitadas para o mercado de trabalho mais de 650 pessoas em tratamento em CTs. Grande parte delas tem utilizado o aprendizado como fonte de renda.